A história do pássaro cardeal

O pássaro cardeal é uma linda ave que pode ser reconhecida de longe, pela sua plumagem exuberante e de cor única. O nome dado para a espécie é devido a esse pássaro ter sido muito admirado por religiosos que usavam uma roupa que era parecida com a espécie.

Também pode ser chamado de Red-crested Cardinal, guiratiririca, tié-guaçu ou cardeal-de-topete-vermelho. O cardeal é muito admirado no Rio grande do sul e em várias regiões do país. Seu imponente topete junto à beleza de suas penas, fazem do pássaro cardeal um exemplo de sofisticação.

Mas qual é a verdadeira história do pássaro cardeal? Neste artigo contaremos a você tudo sobre essa espécie de ave magnífica, continue lendo e aprenda também a cuidar corretamente de um exemplar.

 

Qual a origem do pássaro cardeal?

As primeiras espécies do pássaro cardeal foram encontradas na Virgínia, e foram se espalhando por diversos países como México e Guatemala. Chegou ao Brasil e foi muito renomado no estado do Rio Grande do Sul, do qual se tornou símbolo oficial.

Por sua imponência, de canto forte e de cor viva, o cardeal é um pássaro muito admirado e desejado por criadores e amantes das aves. Eles vivem em bandos e são fiéis à sua parceira por toda vida.

São encontrados em seu habitat natural, em locais com vegetação mais baixa ou descampados. São muito conhecidos também como “Guerreiro dos pampas”, pois defendem seu território, atacando até animais bem maiores que eles.

 

Quais as características do pássaro cardeal?

O pássaro cardeal é uma ave de pequeno porte, chegando a medir cerda de 18cm. Fisicamente, não tem como diferenciar o macho da fêmea. São diferenciados somente pelo canto, pois o macho canta alto, com muita intensidade e força.

Suas lindas penas vermelhas no topete, se misturam ao cinza e o branco pelo resto do corpo. O pássaro cardeal vive bastante, em cativeiro pode chegar até os 30 anos de idade.Devido à longevidade alta, eles criam uma ótima relação com seus donos, se tornando meigos na aproximação com o passar do tempo.

Através do canto, o macho consegue demonstrar todo o seu poder. Os machos cantam com mais imponência quando estão ao lado de suas parceiras, e elas por sua vez, cantam ao lado do seu amado. A melodia do casal de pássaro cardeal é linda e apaixonante.

 

Como alimentar corretamente seu pássaro cardeal

Por ser uma espécie silvestre, você precisa da autorização do IBAMA para ter um pássaro cardeal em sua casa. Você deve ter cuidado com a alimentação da sua ave, oferecendo uma dieta equilibrada e que possa suprir todas as necessidades nutricionais do seu amigo.

O pássaro cardeal se alimenta de grãos, mas gostam muito de sementes, de pequenos insetos e de frutas. Ofereça a ele alpiste e painço como dieta básica, que deve ser complementada com sementes como girassol, legumes como pepino, frutas como a laranja, mamão e maçã. As folhas podem ser couve, almeirão e alface.

Seu bebedouro deve estar sempre limpo e com água fresca. A proteína pode ser complementada com larvas de tenébrio. Areia pode ser incluída na dieta para ajudar na trituração dos alimentos, já que as aves não possuem dentes.

 

Seja responsável com seu pássaro cardeal

Ter um animal de estimação, seja um cachorro, um gato ou pássaro, envolve muita responsabilidade. Avalie se você realmente quer ter um animal em casa, que exigirá dedicação do seu tempo.

Além da dedicação, os cuidados com alimentação, saúde, e bem-estar estão nessa listinha de responsabilidades. Analise seu espaço…mesmo sendo o pássaro cardeal, ele exige espaço para ter uma gaiola que não seja pequena. Ele precisará de movimento, por isso quanto maior a gaiola, melhor será.

Consulte sempre um veterinário de confiança para avaliar as condições do seu pássaro cardeal. E no momento em que for adquirir um exemplar, verifique a sua procedência. Ou seja, se ele não foi vítima de tráfico de animais.

 

E você, o que achou do nosso artigo sobre a história do pássaro cardeal e de seus cuidados? Pensa em ter um? Conte para a gente nos comentários logo a seguir.

6 thoughts on “A história do pássaro cardeal

  • agosto 30, 2020 em 5:31 am
    Permalink

    Sim, a gaiola do Cardeal deve ser grande, tão grande como a natureza, a liberdade e o espaço desejado pelos animais silvestres, nativos ou exóticos.
    Desculpe-me, mas quem deveria estar em gaiolas seriam os máus humanos.

    Resposta
  • agosto 30, 2020 em 6:59 pm
    Permalink

    Acho muito bonito. Más, não concordo em prender em gaiolas. Só gosto de aves, soltas!!

    Resposta
  • agosto 30, 2020 em 8:17 pm
    Permalink

    Muito bonito , mas lugar de pássaro é na natureza não preso em gaiolas, eles não são nenhum criminosos.

    Resposta
  • agosto 30, 2020 em 10:07 pm
    Permalink

    Muito interessante. Mas a melhor opção é ter o pássaro solto, livre, e não no cativeiro. Hoje,graças a conscientização das pessoas e mesmo a regulamentação proibindo sua captura, os cardeais já estão aparecendo em razoável quantidade pelos campos afora. Aqui em casa mesmo, colocamos trato ao ar livre para que tenham alimentação farta, além de frutas diversas a sua escolha. Ficam tão acostumados que, se faltar alimento em seus comedouros, eles indicam através de vôos próximos para que a reposição seja feita. E caçar por aqui, de jeito nenhum e sem exceções.Preservar a natureza e manter os animais e aves em seu habitar deveria ser responsabilidade de cada brasileiro!

    Resposta
  • agosto 31, 2020 em 10:18 am
    Permalink

    Meu pai tinha morreu de velho
    Eu adoro gostaria de ter um cardeal macho gosto de ver ele cantando

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *